• É preciso redução de componentes políticos nas tomadas de decisão no setor Pedro Batista
Visões dos Especialistas
  • A Eterna Evolução do Setor Elétrico – Desafios e Soluções</br><i>João Carlos Mello</i>

    A Eterna Evolução do Setor Elétrico – Desafios e Soluções
    João Carlos Mello

    Sem Comentário

    Este é um debate amplo que não deve ser entendido como política partidária, ou mesmo de ideologia, e sim uma reflexão de todos os interessados no melhor para um dos segmentos mais importantes da infraestrutura nacional. Em suma, o momento atual é de muito esforço junto aos responsáveis pelas futuras diretrizes, para que as medidas a serem tomadas, sejam elas quais forem, estejam dentro de uma lógica e coerência que permita, ao setor elétrico, uma maior previsibilidade e poucos sobressaltos, com garantia de oferta e preços competitivos para todos os consumidores finais, sejam eles cativos ou livres.

    Leia o Artigo
  • Um sonho de liberdade: via preço, para informação e redenção</br><i>Julião Silveira Coelho</i>

    Um sonho de liberdade: via preço, para informação e redenção
    Julião Silveira Coelho

    Sem Comentário

     “Na era do ‘tempo real’”[7], a reversão do quadro atual pressupõe, portanto, a utilização das novas tecnologias para, via preço, conferir informação precisa e adequada aos consumidores sobre o custo de produção de energia elétrica. Assim, assegura-se ao consumidor plena liberdade de escolha sobre quando e quanto consumir e, por consequência, obtém-se a contribuição da demanda em favor da operação do sistema.

    Leia o Artigo
  • Depoimento Hermes Chipp

    Depoimento Hermes Chipp

    Sem Comentário

    Face à crescente dificuldade para licenciamento ambiental de projetos de usinas hidrelétricas com reservatórios, em sua maior parte localizados na bacia amazônica, projetos de geração térmica convencional (carvão mineral e gás natural) e até mesmo usinas nucleares se farão necessários no médio e longo prazo como alternativas concretas de diversificação da matriz elétrica.

    Leia o Artigo
  • É grave a crise, mas há solução.</br><i>Adriano Pires e Elena Landau</i>

    É grave a crise, mas há solução.
    Adriano Pires e Elena Landau

    Sem Comentário

    A ANP, ANEEL e ANA devem em conjunto garantir a segurança energética de forma sustentável, com gestão eficiente do uso da água e de nossos recursos naturais e energéticos. Os órgãos ambientais devem participar do planejamento setorial para evitar insegurança jurídica, atrasos e elevação de custos na etapa de implantação de empreendimentos, contribuindo para modicidade tarifária e segurança energética.

     Leia o Artigo
  • O Setor Elétrico – uma visão de agosto de 2014</br><i>Jerson Kelman</i>

    O Setor Elétrico – uma visão de agosto de 2014
    Jerson Kelman

    Sem Comentário

    Mais importante do que analisar quem ganhou e quem perdeu conjunturalmente pelo efeito combinado de decisões políticas e empresariais, bem como de uma situação hidrológica pior do que a média, embora não extrema, é procurar entender porque os reservatórios têm permanecido teimosamente com pouca água, mesmo quando São Pedro não nos castiga com secas excepcionais.

    Leia o Artigo
  • INDÚSTRIA, ENERGIA E DESENVOLVIMENTO</br><i>Ricardo Lima</i>

    INDÚSTRIA, ENERGIA E DESENVOLVIMENTO
    Ricardo Lima

    Sem Comentário

    Soluções adotadas em gabinetes fechados, por mais brilhantes que sejam os tomadores de decisão, serão sempre parciais e refletirão apenas facetas da solução. O setor elétrico, assim como outros setores da economia e da infraestrutura, é complexo e multifacetado. Nada se perde, ao contrário, ao adotar-se uma atitude de escuta ativa e de ampla consulta. A testemunhar a favor disso está o processo de audiência adotado desde o princípio pelo regulador do setor elétrico.

    Leia o Artigo
  • GÁS NATURAL E ENERGIA ELÉTRICA: FLUINDO EM MONOPÓLIO</br><i>Edvaldo Alves de Santana</i>

    GÁS NATURAL E ENERGIA ELÉTRICA: FLUINDO EM MONOPÓLIO
    Edvaldo Alves de Santana

    Sem Comentário

    O custo do combustível passou a ser variável-chave para a definição do preço da energia no mercado spot, mas nem por isso sua fixação deixou de ter um caráter simplista, sendo apenas mais uma informação “elementar” prestada pelo proprietário da usina, que, na maioria das vezes é o mesmo fornecedor do combustível, em uma verticalização que, sem qualquer controle do poder de monopólio, pode resultar em condutas prejudiciais à eficiência na operação do sistema elétricas, dados os custos disso decorrentes.

    Leia o Artigo
  • Visões do Setor Elétrico</br><i>Ashley Brown</i>

    Visões do Setor Elétrico
    Ashley Brown

    Sem Comentário

    While the creation of a new market model in the first years of this century helped steer Brazil away from the apagao by structurally stimulating investment in generation, that model must now be updated to keep pace with the changes of the past decade.  Current circumstances require more than merely expansion of generating capacity.  They require more of a focus on market dynamics and appropriate price signals to enable the needed efficiency gains, both economic and energy, in the sector.

    Leia o Artigo

Back to Top